Pesquisa personalizada
  • Maringa.com no Orkut
  • Maringa.com no Facebook
  • Maringa.com no Twitter
  • Maringa.com no Formspring

DESTAQUE

Maringaense faz sucesso no Japão

O jogador Alex, que já foi eleito o melhor do Japão, se naturalizou japonês e pode defender a seleção oriental na Copa de 2002

O futebol é a "galinha dos ovos de ouro" de muitas famílias pobres. Além do dom natural que todo menino brasileiro nasce para ser jogador de futebol, a profissão também passou a ser encarada como uma maneira de sustentar a família. Com isso, as quadras, campos de várzea, escolinhas de futebol e até mesmo as ruas estão cheias de garotos que sonham alto, como jogar em outro país.

Porém, essa sorte chega para poucos. E, algumas vezes, até para quem não é tão necessitado. É o caso do maringaense Alessandro dos Santos, que está há oito anos no Japão. Alex, como é chamado pelos torcedores, saiu de Maringá onde jogou no Grêmio de 1988 a 1994.

"Saí daqui do Grêmio, tenho amigos ainda que estão no Grêmio querendo uma chance de ir prum grande clube. Eu tive uma chance e soube aproveitar. É fruto do meu trabalho.", disse em entrevista ao
Maringa.Com.



Começo Difícil

E, pode-se dizer que ele teve sorte. Dois técnicos que trabalhavam no Japão, entre eles um brasileiro, vieram para o Brasil analisar jogadores em São Paulo e no Paraná. Eles escolheram dois atletas de cada estado e Alex foi um deles. Chegando ao Japão, o maringaense foi para uma escola estudar e ser chamariz de um projeto para chamar mais alunos para o futebol, com a intenção de formar um bom time. Mas, o começo foi difícil. O time era fraco e Alex passou por três anos complicados.

Até que um teste feito em 1997 no Shimizu S-Pulse, um dos mais importantes clubes japoneses, mudou suas expectativas. Primeiro, o jogador passou num teste no aspirante que era treinado pelo brasileiro Silva. Mas, o treinador falou que ele teria que fazer um teste no profissional se quisesse ficar no time. Como o jogador ainda tinha que cumprir contrato com a escola, foi embora e voltou duas semanas depois. Com a aprovação do técnico argentino Ardiles, campeão do mundo jogando pela seleção argentina em 1978, Alex passou no teste e assinou um pré-contrato.

A equipe do Shimizu foi fundada em 1992 e já teve como treinador Émerson Leão, ex-técnico da seleção brasileira, em 1993. Graças ao futebol ofensivo do meia esquerda brasileiro, que usa a camisa 8, o time da cidade com cerca de 235 mil habitantes, foi um dos que mais cresceu nos últimos anos em toda a J-League. Em 1998, o time ficou em terceiro lugar, com Alex jogando 28 dos 30 jogos do campeonato.

Em 1999, o maringaense foi consagrado como o melhor jogador da temporada e seu time ficou em segundo lugar. "Só não fomos campeões do ano porque perdemos a final nos pênaltis para o Jubilo Iwata.", informa. Em 2000, o Shimizu foi campeão da Copa da Ásia e Alex novamente eleito como o melhor do torneio. Em 2001, a temporada não foi muito boa. Mesmo assim o time foi campeão da Copa do Imperador, cuja final foi no dia 1º de janeiro desse ano, vencendo o Cerezo Osaka por 3 a 2. Atualmente, além de Alex, o time tem outro brasileiro, o gaúcho Marcelo Baron, que já jogou no Internacional (RS).



Craque Japonês

O jogador Alex, que já foi eleito o melhor do Japão, se naturalizou japonês e pode defender a seleção oriental na Copa de 2002

O futebol é a "galinha dos ovos de ouro" de muitas famílias pobres. Além do dom natural que todo menino brasileiro nasce para ser jogador de futebol, a profissão também passou a ser encarada como uma maneira de sustentar a família. Com isso, as quadras, campos de várzea, escolinhas de futebol e até mesmo as ruas estão cheias de garotos que sonham alto, como jogar em outro país.

Porém, essa sorte chega para poucos. E, algumas vezes, até para quem não é tão necessitado. É o caso do maringaense Alessandro dos Santos, que está há oito anos no Japão. Alex, como é chamado pelos torcedores, saiu de Maringá onde jogou no Grêmio de 1988 a 1994.


"Saí daqui do Grêmio, tenho amigos ainda que estão no Grêmio querendo uma chance de ir prum grande clube. Eu tive uma chance e soube aproveitar. É fruto do meu trabalho.", disse em entrevista ao
Maringa.Com.



Personalidade da TV

"Para a mãe Maria das Graças Santos, é importante o apoio da família, embora sinta saudade. "Uma hora a gente sente porque somos uma família pequena. É difícil, mas fico orgulhosa por esse sucesso dele.", afirma com um sorriso nos lábios e mostrando as matérias de revistas e jornais japoneses com fotos do filho.

Alex está em Maringá de férias, descansando no apartamento da família, num bairro de classe média ao lado do Estádio Regional Willie Davids. Mas, não descuida do preparo físico treinando diariamente. E, é claro, tem seus momentos de distração passeando com a namorada japonesa que veio pela primeira vez ao Brasil. Para aumentar ainda mais a invasão de privacidade na vida do jogador, uma equipe formada por três redes da televisão japonesa está em Maringá para fazer um documentário sobre sua carreira.

Nascido a 20 de julho de 1977, o maringaense de apenas 24 anos pode ser um brasileiro de destaque na Copa do Japão e Coréia. Isso se não for o único, devido ao mal momento que passa a seleção canarinho.

Veja mais fotos do jogador Alex

Reportagem e fotos: Andhye Iore



Voltar

CLASSIFICADOS MARINGÁ.COM



192 CANAIS SEM MENSALI...
Venda, Instalação e Atualização dos Recep...
A Combinar


Vendo caminhonete D10 ...
Vendo D-10 ano de fabricação 1981, modelo 1982 em ótimo estado de c...
R$ 25.000,00


ARMAZÉM DO ELETRO 10X
ARMAZEM DO ELETRO 10X QUEIMA DE ESTOQUE Oferta válida por...
R$ 0,00


MARIDO DE ALUGUEL MILT...
PEQUENOS REPAROS, ELÉTRICA E HIDRAULICA, INSTALAÇ&Atild...
R$ 0,00


CLASSIFICADOS GRÁTIS