• Maringa.com no Facebook
  • Maringa.com no Twitter
  • Maringa.com no Google+

FILANTROPIA

Associação lança ambicioso projeto social

 

 

 

Fundacim pretende criar banco de voluntários e minimizar pobreza e marginalidade

 

A ACIM - Associação Comercial e Industrial de Maringá – se prepara para lançar oficialmente agora em maio o projeto Fundacim, que é destinado às entidades assistenciais. 

Desenvolvido por Roni Enara Rodrigues, presidente do Conselho da Mulher Empresária e Executiva de Maringá, o projeto filantrópico objetiva dar um apoio voluntário, técnico, político e financeiro às instituições e aos projetos de cunho social. 

Para iniciar o trabalho, a equipe envolvida pesquisou em mais de 30 fundações de todo o Brasil. Baseada em responsabilidade social, onde há soluções com comprometimento, diferente das doações da filantropia onde não há maiores envolvimentos, Enara pretende criar uma central de dados com informações das entidades, dos serviços, além de um banco de voluntários para 
colocar à disposição das entidades.

 

Profissionais liberais como dentistas, advogados, psiquiatras, entre outros, que dedicarem parte de seu tempo à prestar serviços serão batizados de Profissional Solidário e terão seu trabalho destacado na sociedade. 

OBJETIVOTendo como foco as crianças, os adolescentes, os idosos, as famílias carentes e os deficientes físicos, o trabalho busca a criação de novos projetos sociais com o objetivo de minimizar a pobreza e a marginalidade. 

Depois de uma fase onde o Fundacim foi apresentado à imprensa, sindicatos, empresas e clubes de serviço para conquistar novos parceiros, os envolvidos preparam o lançamento e a apresentação à comunidade. 

Entre tantos benefícios que podem acontecer na cidade, Rodrigues aponta que a organização das entidades resultarão em outras melhorias sociais. "Os que trabalham nas entidades, são leigos, não são profissionais. E, por isso, a entidade deixa de receber benefícios que tem direito.", revela Enara explicando que a empresa precisa estar legalizada para atrair os recursos financeiros. 

Há uma lei federal que permite que cerca de R$ 1 milhão seja destinado às entidades, mas que sai de Maringá e vai para o governo. "É um dinheiro que poderia ficar na cidade.", lamenta. Isto aconteceria simplesmente, com o declarante observando no imposto de renda. Mas, não acontece porque a maioria das instituições não tem a situação legalizada, não tem projetos, documentos e prestação de contas.

SELOO banco de voluntários também contará com quem já trabalha em alguma instituição assistencial, o que valorizará a atuação destas pessoas. Associado a isso, haverá a criação do selo "Empresa Solidária" que será um conceito dado às empresas que adotarem voluntários. 

Entre as previsões mais otimistas do Fundacim, estão a erradicação total do trabalho infantil, 0 (zero) pedintes nas ruas e colocação profissional de deficientes físicos e idosos no mercado de trabalho. 

Dentro do programa Filantropia On Line, o Maringa.Com é uma das empresas que apoiam o Fundacim.

 

Texto e foto: Andhye Iore

Voltar

CLASSIFICADOS MARINGÁ.COM



KIA Cerato 2015 - Bran...
Vendo Cerato 14/15, tirado em Londrina na Kia em 03/2015, selado, vei...
R$ 52.800,00


ATUALIZAMOS TODOS OS M...
VENHA ATE A LOJA PARA CONHECER. ACEITAMOS: VISA, MASTER, HIPER CARD...
R$ 30,00


~~~~~ Doces Gourmet ~~~~~
Procura algo para adoçar seu dia? A Lev Cream pode te ajudar! Tr...
R$ 0,01


RECEPTOR SEM ANTENA BT...
VENHA ATE A LOJA PARA CONHECER. ACEITAMOS: VISA, MASTER, HIPER CARD...
R$ 950,00


~~~~~ Doces Gourmet ~~~~~
Procura algo para adoçar seu dia? A Lev Cream pode te ajudar! Trab...
A Combinar


CLASSIFICADOS GRÁTIS