• Maringa.com no Facebook
  • Maringa.com no Twitter
  • Maringa.com no Google+

Idéias

Histórias da aviação
06/09/2006

Escárnio - o que é feito ou dito com intenção de provocar riso ou hilaridade acerca de alguém ou algo; caçoada, troça, zombaria. 2 - atitude ou manifestação ostensiva de desdém, de menosprezo, por vezes indignada.

Se você é novo num local de trabalho, já deve ter enfrentado situações semelhantes: brincadeiras nas quais você é o maior palhaço, histórias inventadas para lhe intimidarem ou para divertir seus colegas, trotes, etc. Quase sempre esse tipo de divertimento é inconseqüente e sem grandes prejuízos para a vítima. Geralmente até as pessoas que passam por trotes acabam adotando a idéia e infernizando a vida de seus companheiros recém contratados. Famosos por sua criatividade, os trotes praticados na aviação têm como alvo preferido as comissárias recém contratadas. Joana sabia disso e procurou se preparar para não cair na lábia de seus colegas.

Sua primeira experiência como comissária era o vôo São Paulo – Fortaleza, com escalas. A companhia aérea, na qual trabalhava, se orgulhava da qualidade de seu atendimento e da simpatia de sua equipe. Joana estava feliz. Seu sonho de criança estava, finalmente, se tornando realidade. Não cairia nas lorotas que seus colegas estavam planejando. Imagine, não era obrigação da comissária servir café para todos os mecânicos do aeroporto. Claro que também não era necessário descer quando o avião pousasse para ajudar a resfriar os freios. Quem seria tonto de cair nessa!! De qualquer forma, ela já avisara: “estou preparada e não será fácil me ridicularizar”.    

Joana tinha verdadeira fixação pela aviação. Era fã das revistas especializadas, seu hobbie era a leitura de livros e histórias sobre aeromoças. De personalidade rétro, decorou o apartamento com fotos amareladas de aviões e propagandas antigas de viagens aéreas da Panair. Aquele sim era um tempo de glamour. Requinte, charme e elegância estavam, em sua cabeça, associados à extinta companhia. E eram essas qualidades que almejava conquistar como comissária.

Portanto, não seria idiota de acreditar na história da onça que rondava o aeroporto, nem na hipótese de que o presidente da companhia aérea costumava embarcar, disfarçado, para vigiar o trabalho de sua equipe - um homem ocupado como ele não iria se prestar a esse enredo de novela. Meio na teimosia, querendo provar que conhecia o tal presidente (afinal ele vivia na coluna social), ela desacreditou totalmente sua colega que lhe apontou o passageiro da 3ª fila como o patrão em carne e osso. “Mas ele não te bigode, contestava Joana, e aquela barriga.... O cara vive na academia!Ora, faça-me o favor Luzilene (que nome para uma aeromoça!!), já falei, eu não sou tonta.”

Dirigindo-se ao malfadado passageiro, Joana cochichou “não precisa encenar, eu sei que você está disfarçado, que está mancomunado com a tripulação. Eu vou fingir que você é um passageiro qualquer e vou tratá-lo igual aos outros.” Joana tinha quase certeza se tratar de algum piloto interessado em lhe pregar a maior peça. Há certa altura do vôo, o suposto farsante “resolveu” testar a paciência da comissária. Um pedido atrás do outro: revista, jornal, wisky, mais gelo, um travesseiro, um pouco de guaraná, é possível fornecer os números de reclamação da companhia, quando seria a próxima escala, qual era o cardápio do almoço. Umas cem vezes ele solicitou atenção e Joana, embora abnegada e preocupada em cumprir suas tarefas com profissionalismo, não conseguia disfarçar a antipatia que a situação lhe causava.

Pensava ela, “se fosse um passageiro comum, a gente disfarçava, entrava em alfa e atendia numa boa, conforme nos foi ensinado durante o treinamento. ’’ Ficava furiosa só de imaginar que aquela conjectura era uma brincadeira. Apesar disso, como era uma pessoa muito racional, concluiu que não era prudente se arriscar. Havia a remota probabilidade de ser verdade a história que Luzilene contou. “Ora pois – se achava hilária quando tinha esses rompantes humorísticos - vou entrar na brincadeira e fazer de conta que ele é o presidente da empresa. Será atendido como um rei.”
     
Sorriso vai, sorriso vem, um bombom aqui, uma dose a mais de wisky e a viajem acabou rapidamente, com toda tranqüilidade. Sem a pré-concepção que tinha sobre o episódio, Joana obteve sucesso atendendo o farsante como um cliente chatíssimo. Descobriu prazer em tratar bem aquele malandro, em vencer a rispidez com simpatia, em manter-se segura diante do desafio. Dizia para si mesma, ‘de certa forma hoje eu fui como um monge budista, nada me afetou.’

E foi com essa satisfação que conduziu os passageiros no desembarque em Fortaleza. O sujeito, que ela imaginava ter se passado por seu algoz, agradeceu vivazmente o atendimento – vou recomendá-la para meu cunhado, você é excepcional. As últimas palavras soaram estranhas para Joana, mas como tudo naquele vôo, imaginou que se tratava do remate para o trote. Seus colegas se entreolhavam, cogitando sobre o significado daquela frase. Luzilene, sentia-se culpada por ter mentido para a amiga e estava ansiosa por desculpar-se. Esperava que nada de ruim acontecesse a Joana, afinal, tudo não ia além de uma brincadeira para deixar a novata apreensiva.

Surpresa e, de certa forma, constrangida a tripulação resolve perguntar como Joana tinha se sentido em seu primeiro vôo. ‘Bem, obrigada, mas acredito que vocês estão frustrados’. Nessa hora, na sala reservada aos tripulantes, um mensageiro entra e entrega um bilhete para a nova comissária. Branca, ela deixa cair o papel no chão e cai sentada na cadeira. “Prezada Joana, não é muito comum, mas, às vezes, peço ao meu cunhado que analise a qualidade do atendimento nos vôos da companhia. Por coincidência, ele estava no seu primeiro vôo e, embora você tenha perdido um pouco o rumo no início do trajeto, ele me fez muitas recomendações a seu respeito. Gostaria de lhe parabenizar e pedir que continue acreditando na importância do seu trabalho.” Assinado – Fulano de Tal , presidente.


Andréa Laurindo

 

Voltar

CLASSIFICADOS MARINGÁ.COM



Casa em Marialva no Ja...
Casa no Jardim Itália em Marialva Aceita financiamento Minha Casa Mi...
R$ 135.000,00


TOCA CD PIONEER 1750 U...
((((COM GARANTIA E NOTA FISCAL))) TUDO NOVO NA EMBALAGEM, A PRONTA...
R$ 320,00


Últimas Unidades Jardi...
Entrega em Agosto 2017, mês que vem!!!! ÚLTIMAS UNIDADES, Jardim NOVA ...
R$ 399,00


***SPAZIO MISATO ÚLTIM...
JARDIM DAS ESTAÇÕES - MARINGÁ (EM FRENTE AO PARQUE DO JAPÃO) - EMPR...
R$ 141.463,00


EMPRÉSTIMO DE DINHEIRO...
ACEITAMOS: VISA, MASTER, HIPERCARD, AMERICAN EXPRESS, ELO, ATE 12X. ...
R$ 0,00


CLASSIFICADOS GRÁTIS