• Maringa.com no Facebook
  • Maringa.com no Twitter
  • Maringa.com no Google+

Confissões de um aniversariante!
16/03/2005

Estava aqui pensando sobre o dia do meu aniversário. É sempre estranho este dia. É que, como bom bicho do mato, gosto mais de me esconder do aparecer. E não tem jeito: no dia do aniversário lá está o nome no mural, estampando para todos que estou ficando mais velho. Claro, sei que ele também diz que devo comemorar o fato de ter nascido. Mas, por outro lado, também diz que é o primeiro dia em que começaram a contar minha idade e, por consequencia, mostra que estou ficando mais velho e, nova consequência, mostra que meu corpo não tem o mesmo vigor de antes, que devo pensar duas vezes antes de praticar algumas ações, que tenho responsabilidades (acreditem: muitas só vem com a idade), que tenho menos tempo de vida.... ufa!
Vocês devem pensar que estou me tornando um velho rabugento. Pra começar, velho é a mãe. Pra terminar, não tem o que negar: tudo que escrevi ali atrás, é matemática, da mais pura lógica.
Bom, mas comecei este texto pra dizer que este dia é estranho. As pessoas chegam, sorridentes, pra nos dar os parabéns. Na primeira ou segunda, tudo bem. Mas lá pela décima quinta já não sei mais o que responder ou que cara fazer. Pior é aquela que vem dar os parabéns, congela o sorriso e fica a nos olhar esperando sei-lá-o-quê.
E tem também as cobranças irritantes:
- onde vai ser a festa? Aniversariante que se preza tem que dar festa, hein.
- Cadê o bolo?
- Oba, hoje tem cervejada... por conta do aniversariante, claro!
E os indelicados? Estes são poucos, mas que existem, ah existem. Imaginem eles chegando, com aquele mesmo sorriso-especial-congelado-pra-agradar-aniversariante:
- Ficando mais velho, hein!
- Há, há... 42 anos num corpinho de 41!
- Os anos não enganam nunca. Olha aí: chegou nos enta e já começam a surgir as rugas...
Ah, tem também a turma da festa. Aquela que organiza tudo. Faz vaquinha pra comprar presente, compra bolo, prepara as velinhas pro velhinho e faz aquela surpresa ma-ra-vi-lho-sa! Você entra numa sala e fica com cara de tacho diante de uma porção de gente que foi ali por obrigação, mas que está de olho mesmo é no bolo.
Que dia hein! Viram como é horrível fazer aniversário? Como é horrível, para um espírito solitário, ser o centro das atenções? Com toda sinceridade, eu adoraria pular esta data. Que o calendário fosse meu amigo e me desse um presente antecipado: saltasse o dia do meu aniversário. Da véspera, passaria automaticamente para o dia seguinte.
Mas, como isto é impossível, por favor, não esqueçam de mim não. Podem me dar os parabéns. Fazer festa. Beijar, abraçar, desejar felicidades. É que aprendi a duras penas que, pior que ser o centro das atenções, é não receber a atenção de ninguém.

Dirceu Herrero Gomes

Voltar

CLASSIFICADOS MARINGÁ.COM



Oportunidade de negocio
Excelente terreno para construção de casas geminadas, terreno sub es...
R$ 210.000,00


Lindo Apt! Aceita fina...
Aceito propostas. Vendo particular lindo apt np Res. Maíra I. Todo ref...
R$ 177.000,00


M.C.M.V. 3 QUARTOS, TO...
02 opções no Jd. Sumaré e Jd. São Silvestre Entrada a partir de R$ 2...
R$ 200.000,00


Palio weekend 1.8 comp...
Palio weekend 1.8 motor chevrolet. 4 bicos, completo 2004 4 portas ...
R$ 0,00


((( TROCO OU VENDO 1/2...
((( Vendo direito de 1/2 terreno no jd eco valley sendo a sub esquina...
R$ 48.000,00


CLASSIFICADOS GRÁTIS